Aterramento elétrico

Aterramento elétrico

Espalhe o amor!
  • 1
    Share

Para que serve?

Para levar para a terra as cargas eletricas que possam existir na carcaça dos aparelhos eletricos, auxiliar o funcionamento dos dispositivos de proteção, fazendo com que os disjuntores caiam mais rapidamente em casos de curto circuito, e tambem servem para proteger os usuarios, no caso de um curto circuito com a carcaça do aparelho, a corremte vai para a terra e não para o corpo da pessoa.

No Brasil, ninguem da muita atenção para o aterramneto, mas ele é muito importante. Com a evolução da eletro eletronica, o aumento cada vez maior, de equipamento eletronicos nas residencia e comercios, muitos fabricantes exigem um aterramento perfeito para que os aparelhos tenham garantia.

Isso fará com que as pessoas se preocupem mais na hora de fazer uma instalação eletrica nas casas, pois isso irá mexer com seu bolso.

Aterramento eletrico

Dicas de aterramento da ABNT.

1ª dica

Na hora de escolher hastes de aterramento, procure optar por hastes de 2,5m, pois estas conseguem diminuir o risco de atingir dutos subterrâneos na hora de sua instalação.

As hastes são feitas de aço e revestida de cobre com comprimentos de 1,5 a 4,0m. analise bem sua instalação e veja qual comprimento melhor de adapta ao seu projeto.

2ª dica

O valor da resistência medida para um aterramento ideal, deve ser abaixode 5 Ω (ohms). Porém, em caso de fábricas, por exemplo, é aceitado até 10 Ω.

A umidade da umidade do solo e outras químicas ajudam a influencia no valor desta resistência.

É necessário inserir hastes a tal ponto de a resistência ser igual ou inferior a 5Ω. Caso você se depare com esse tipo de situação, verifique qual das opções é mais indicada: o agrupamento de barras em paralelo (com a regra do polígono) ou o tratamento do solo.

3ª dica

O eletrodo de cobre que você havia selecionado na 1ª dica, deverá ser enterrado no solo deixando cerca de 10 cm para fora. Lembrando que os sistemas de eletrodos mais utilizados são: hastes, chapas, cabos e malhas, em que qualquer um deles são sempre feitos de cobre.

Tipos de aterramento

4ª dica

Em seguida, conecta-se um cabo ao eletrodo de cobre que será levado até o quadro central. Esse cabo deve ser ligado a barra de terra, de tal forma a distribuir os fios, colocando um em cada eletroduto. Em outras palavras, cada circuito deve possuir o seu fio terra que será, então, conectado as tomadas.

5ª dica

Na hora de colocar o fio terra, a bitola dele deve acompanhar a bitola do fio fase, regra válida até cabos de 16mm². A partir disso, a bitola do fio terra pode apresentar a metade da dimensão do fio fase.

Como padrão, utilize para as cores do fio terra verde e/ou amarelo.

6ª dica

Após a instalação de seu fio terra, substitua as tomadas antigas, de dois polos, pelas de 3 polos, ligando-a no terceiro fio da tomada.

O uso do fio terra é de extrema importância, mas vale lembrar que só ele não garante a nossa segurança contra correntes elétricas.

Então, para se ter um sistema de aterramento elétrico eficiente e seguro se faz necessário a instalação de um Dispositivo Diferencial Residual (DR).

Dica pratica.

medir-terra
Medir aterramento

Para medir o aterramento usa-se um aparelho chamado terrômetro, mas para quem não tem esse aparelho, o modo pratico é ligar uma furadeira entre o fase da rede e o terra, ligar a furadeira e medir a tensão entre o fase e o terra, que não deverá ser superior a 60 volts.


Espalhe o amor!
  • 1
    Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *